GK Photo - шаблон joomla Joomla

Técnicas Construtivas

No momento da escolha do terreno e implantação do projeto devem ser observados diversos fatores que interferem nessa escolha. Os aspectos ambientais, físicos, econômicos e culturais devem ser levados em consideração. O clima, o movimento solar, o regime das chuvas e a direção dos ventos define o posicionamento ideal dos ambientes e aberturas para garantir melhor aproveitamento e o conforto térmico das edificações.

Deve-se ficar atento também às normas de ocupação do solo e à volumetria do edifício com o objetivo de reduzir as movimentações de terra, reduzindo, assim, os custos na obra e causando menores danos ao meio ambiente. As estratégias de implantação dos edifícios marcam o início do processo construtivo, que são anteriores aos estudos volumétricos e a escolha dos materiais. Até a completa definição do projeto devem-se prever soluções que contribuam com o baixo impacto ambiental e maior agilidade construtiva.

Foi nesse sentido, que para a implantação de um projeto na cidade de Lavras, optou-se pela substituição da fundação feita com sapata, comum em edificações residenciais, por fundações feitas por estacas escavadas por perfuratriz de trado helicoidal. Essa substituição foi realizada em função da rapidez, segurança, ausência de vibração no terreno e baixo custo do serviço. Esse tipo de fundação pode ser utilizado em obras prediais de pequeno e grande porte, obras industriais e obras de contenção de encostas.

Outra solução adotada para reduzir impactos ambientais e garantir agilidade construtiva foi a escolha pela utilização de argamassa pronta para assentamento de blocos. A argamassa pronta Massa Dun Dun apresenta diversas vantagens em relação à argamassa comum.

A produtividade da mão de obra pode aumentar em até três vezes para profissionais com experiência no método construtivo. O rendimento pode variar dependendo da prática e experiência da equipe, do tipo de bloco e aplicador utilizados, chegando à execução de até 30m² de alvenaria por dia. Além de não gerar desperdício, não precisa acrescentar água, permite a execução de reboco mais fino (já que os blocos ficam emparelhados), por se tratar de um produto polimérico, resulta em menor peso estrutural na obra e respeita as normas de segurança e resistência exigidas pela NBR/ABNT.

Tais soluções adotadas contribuem para a redução dos impactos ambientais e garantem maior agilidade construtiva, além de reduzir consideravelmente os custos da obra.

Juliana Melo

Arquiteta